terça-feira, 17 de agosto de 2010

A melhor mãe do mundo

Eram nove da noite. Domingo intenso e feliz com os pequenos que brincaram muito em casa de manhã. De tarde João e Pedro foram ao cinema eu e Tônia fazer pesquisa de inverno masculino no Shopping Leblon. Cansados de tudo enfim, depois da sopinha cremosa de legumes e banho em série, o dia parecia estar terminando. Deitei ao lado do João enquanto o Pedro ninava a Antônia em pé, ali do nosso lado. Ele me fazendo carinho no braço como de costume e eu cafuné. Silêncio. Esta noite eu não contei nenhuma historinha nem fiquei relembrando dos momentos que passamos juntos durante o dia. Olho no olho... Até que ele resolve tirar a chupeta e me dizer, assim sem avisar: "Eu amo a mamãe". Uma pontada no fundo do coração, os olhos automaticamente cheios de lágrimas e a recompensa por dar a ele o melhor de mim sem cobrar em troca. Sou muito verdadeira com ele e recebi o mesmo de volta. Junto com o dia que conheci o Pedro, foi a coisa mais mágica que me aconteceu. Me senti a melhor mãe do mundo.

5 comentários:

Gabriela disse...

Vc é uma excelente mãe Norita super dedicada. Parabéns e muitos bjosss

Renata Selli disse...

Olá Beatriz,
Adoro ler o seu blog.
A 5 meses Deus me presenteou com um menino lindo!
Me identifico muito com os seus textos!
Beijos a família,
Rê e Ivan.

Beatriz Vasques Dale disse...

Obrigada Renata! Depois que a gente vira mãe acaba se identificadno muito mesmo com as histórias umas das outras... ou não né? bjo e felicidades pra vc e sua família!

Luizinho disse...

Só de ler os olhos aqui também ficaram cheios de lágrimas!

Nanda disse...

Realmente você é uma das melhores mães que conheço na atualidade! Está de parabéns, Bia!!!
O mundo precisa de crianças criadas desta forma.
Beijos