segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Doente de novo!

Ainda não sabemos se o João teve uma recaída da última virose que resultou em otite ou se uma nova virose pegou ele de novo!

Sábado, após um belissimo dia de confraternização com os amigos e outras crianças, João começou a ter uma febrinha de noite. Passou o Domingo inteiro febril e a noite de Domingo pra Segunda, foi sem sombra de dúvidas a mais PUNK que já passamos com o João. Chorava de incômodo a cada vez que iamos colocá-lo no berço e acabou tendo que dormir na nossa cama, e mesmo assim, acordando a cada 20 minutos com um chorinho que só passava após uns carinhos. As 03:00 da manhã estávamos sentados no chão do chuveiro tomando um banho pra refrescar a febre.

Hoje o pequeno vai no pediatra pra ver o que pode ser. Esperamos que ele fique bom até dia 24, para podermos passar a noite de Natal na casa do Vô Luiz.

Abaixo, algumas fotos dele se divertindo no Sábado!!!

Começou a ficar calor e João resolveu se refrescar um pouco!


Depois não aguentou e se jogou na piscina com o Tio Manel!



sábado, 20 de dezembro de 2008

First Kiss

JUST FOR THE RECORD....
João mandou o primeiro beijinho aos 8 meses e meio! Estávamos eu e o Pedro jantando e o fofureco na cadeirinha dele, ali, junto com a gente. O Pedro estava mais perto dele e brincava de jogar beijinhos entre uma garfada e outra. De repente ele nos pegou de surpresa e devolveu o beijo estalando a boca desengonçadamente, demorando para estalar a boca e fazendo uma carinha de Ïhh ... consegui!"logo depois. Fofo demais gente!

Leite X Stress

Esta semana tive a prova real do que a Stephanie sempre falou... O maior inimigo do leite é o stress. Imaginei que isso nunca fosse me acontecer porque em geral não sou estressada, mas nesta última semana ele me pegou e isso refletiu no na quantidade de leite que produzi. Normalmente tiro com a bomba 320ml por dia e esta quantidade caiu pela metade. Continuo com um bom estoque no freezer, mas a reposição está mais escassa. Queria registrar para eventuais consultas futuras, quando eu quiser me lembrar quantos meses o João tinha quando a podução começou a diminuir e o motivo disso ter acontecido... MALDITA CRISE!!!!!!!!!!!

sábado, 13 de dezembro de 2008

He's Back!!!

Finalmente nosso querido Bacuri ficou bom da otite, e está de volta fazendo bagunça no pedaço!! Abaixo alguns vídeos recentes e alguns um pouco mais antigos!!

João brincando com o Elmo, que foi dado de presente pela Vó Gabi!





Aqui João comendo e ao mesmo tempo assistindo o DVD da Turma do Cocoricó, que é o DVD que ele mais gosta!



Esse foi num dia que estávamos indo dar um passeio no Shopping!



E esse foi quando ele estava doente. Mesmo com 39 de febre, ele era pura animação na banheira!

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Infelizmente... o inevitável antibiótico.

Diagnóstico finalizado. Joãozinho está com otite além de catarro no pulmão. Tratamento: nebulização com soro fisiológico, antibiótico (Clavulin), soro fisiológico no nariz e anti-térmico com anti-inflamatório para febre e dor (Alivium).Uma farmácia e tanto.
Dez dias sem dormir, preocupados com a assistência ao nosso bebezinho. Com a febre alta (chegou a 39.8) o corpinho mole gemendo no nosso colo... um aperto no coração...
Fomos parar no Copa D'Or no último domingo, orientados pelo Dr. Filipe para fazer um raio x do pulmão. Fizemos nebulização por lá e o João revelou mais uma característica da personalidade... Gritava furiosamente, nos olhando nos olhos, mordendo a máscara da nebulização como no último filme de terror que vimos no Cine Claro, Quarentena! Fiquei tão nervosa que tive um ataque de riso em plena enfermaria pediátrica. As outras mães me olhavam espantadas com a reação, mas eu não coseguia me conter! Enquanto Pedro o segurava no colo sentado na poltrona, eu de pé, colocava a máscara (ou pelo menos tentava), enquanto ele reagia raivoso como os personagens do thriller.
Agora administramos os remedinhos, alternamos aconchegos e ninadas extras na madrugada e enchemos o doentinho de carinhos. Segundo o pediara, dentro de 48 horas ele começará a melhorar. Hoje foi o primeiro dia desde que adoeceu, que votou a comer a papinha de legumes no almoço e no jantar, e ensaiou uma bananinha no lanche. Mesmo assim não perdeu peso com a doença graças às mamadas frequentes e ao leite que mantenho estocado diariamente com o que retiro com a bomba no trabalho. Está com o cocô mole em função do antibiótico, mas no mais... tem aquele mesmo sorriso frouxo, o mesmo olhar iluminado e a mesma curiosidade de quem começa a descobrir o mundo fora da barriga.

sábado, 6 de dezembro de 2008

Regressão

Em tempo...
Com essa virose e a falta de apetite, a tal regressáo que o Dr.Filipe tanto fala foi inevitável. João mamou, mamou e mamou. Claro que adorei voltar a dar o peito o dia todo e não precisar manter a produção estimulada pela bomba como tenho feito desde que ele começou a comer... mas por outro lado, estou preocupada com a volta para a creche. Pode ser que ele queira substituir as refeições pelo meu leite e isso seria péssimo. Ele pode continuar a mamar desde que coma também...Não adianta...saiu da barriga e entrou na cabeça. Preocupação FULL TIME!

Monstrinhos feios

A última semana foi atípica. Aquele bebêzão de bochechas rosadas e cheio de saúde ficou caidinho de olheiras, prostrado no meu colo, inapetente, choroso e tristinho. Alguma virose maluca provavelmente adquirida na creche, pegou nosso pequeno de jeito.
Eu só pensava no quanto queria ser uma superheroína, com poderes mágicos, uma bruxa expert em poções infalíveis ou como seria bom se existisse um "super aspirador transferidor de doenças"para sugar esse negócio do João e transferir pra mim.
Não consegui nenhuma destas possibilidades, mas acredito no poder do carinho e do colo, na eficácia do leite materno, na confiança de um olhar olho no olho, num pediatra atencioso e em Nossa Senhora. Foram dias difíceis, de febre alta, noites em claro, trabalho dobrado no dia seguinte, duas visitas ao pediatra e muita... muita...muita preocupação. Hoje o sol trouxe energias renovadas e o estado geral do nosso queridinho parece ter melhorado. Ficamos os quatro quietos em casa, brincando juntos e voltando pouco a pouco a dar tímidas gargalhadas.
"João... Mamãe espera que estes monstrinhos feios estejam indo embora de dentro de você e que demorem muito para voltar... E quando eles voltarem, estarei aqui bem fortona pra lutar contra eles usando meus superpoderes, minhas poções mágicas e meus raios detonadores de vírus. Somos muito mais fortes que eles!"

domingo, 23 de novembro de 2008

Evolução do Crescimento

Dia 12 de Novembro:
Altura: 71,0cm
Peso: 9.150kg

Dia 30 de Setembro:
Altura: 69,5cm
Peso: 8.750kg

Rapidinhas!

Nesse final de semana, fomos almoçar no Rascal. Chegando lá, pedi uma cadeirinha de criança pra ver como João iria se comportar...Não deu outra: ELE ADOROU!! Ficou numa empolgação, como se dissesse "olha só, já posso ficar aqui na mesa comendo também". O resultado é a foto abaixo:


Além disso, João já começou a escolher sua fantasia pro Carnaval. Por enquanto, ele ainda está em dúvida sobre a peruca!

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Adaptação.... Minha ou do João?

Finalmente chegou o dia da adaptação do João na creche. Acordamos na hora de costume, nos revezamos no banho caso o pequeno acordasse e partimos. Não deu tempo de dar o "café da manhã do João" em casa por isso ele foi no milk shake de peito, mamando no carro que balançava nesse asfalto acidentado que percorre do Jardim Botânico até a Gávea. Fomos os primeiros a chegar e, orientados pela berçarista, subimos a escadinha que levava até o seu novo quarto.
Um pouco tímido, mas confiante, foi para o colo dela sem demora e logo se refestelava na piscina de bolas. Muito experiente a senhora que se chama Luci, tratou de colocá-lo de bruços com os brinquedos a uma distância possível de serem alcançados, ainda que com algum esforço. Ele observava tudo a sua volta, especialmente encantado com um Papai Noel que descia do teto preso a um balão. Até que Luci teve a idéia de colocar uma musiquinha para animar o ambiente.... Endosssei a proposta dizendo o quanto ele adorava música e....Chico começa a cantar "O CADERNO". 'Sou eu que vou seguir você do primeiro rabisco até o beabá/ em todos os desenhos coloridos vou estar/ a casa/ a montanha/ duas nuvens no céu/ e o sol a sorrir no papel....". Pausa. Tive uma visão futura do meu menino crescendo, mais uma fase começando, o cordão umbilical se enfraquecendo pouco a pouco... um nó na garganta, um mar de lágrimas me enchendo os olhos que estrategicamente não pisquei para não inundassem também o meu coração.Uma hora se passou num instante e fomos de volta pra casa. Amanhã ficaremos duas horas nos adaptando"...

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Mamãe criança

Posso compreender mais a cada dia o sentido da maternidade.
É na vivência de um dia-a-dia de doação que a mulher entra em contato com suas maiores qualidades. Não acredito que isso seja uma regra, mas posso imaginar que fêmeas egocêntricas se tornem mães generosas, que as ansiosas sejam mais tranquilas, as doidonas encaretem e as irresponsáveis se consertem. Talvez não seja nada nada disso e a gente simplesmente deixe mais fortes as qualidades, permanecendo esmaecidos os defeitos.
É fato que a vida se transforma quase que da noite para o dia num furacão que deixa instáveis todas as estruturas, mas ainda assim, ou talvez por isso mesmo, é que seja tão intenso e tão bom. Por isso, faço questão de ser o rosto que o João vê por último todas as noites, e o primeiro que vê quando acorda. Por isso que fecho os olhos para ganhar seus carinhos desengonçados. Que não abro mão de dar o melhor, mais demorado e relaxante banho do dia. Não tenho preguiça, não deixo passar nada, invento novas historinhas e reinvento as antigas. Me fantasio para o teatrinho, arregalo os olhos pra me transformar no Sapo Bocarrão, compro lanterninha pra fazer bichos de sombra na parede e amar aqueles olhinhos curiosos e surpresos que acabam de descobrir mais uma novidade. Sou eu que vou sempre saber o que se passa pelo murmúrio que vem pela babá eletrônica. É meu o jeito falar baixinho no ouvido, de observar calada pra deixar que ele escute o barulho de coisas como os passarinhos do Parque Lage ou o som do chuveiro caindo no ralo de metal. Porque sou eu que fui criança outro dia, e que colocava o ouvido no chão de tábua corrida e por muitos minutos escutava a vida da casa abafada na madeira. Eu é que gostava de brincar deitada num lençol sobre a grama de Teresópolis e por horas observar o movimento das nuvens. Porque ainda posso me lembrar que não se dorme com o braço pedurado pra fora da cama porque vem um bicho muito feio te puxar. Porque sei o quanto é bom se esconder no armário da mãe e não sentir medo daquele escuro por causa do cheirinho das roupas dela. Porque eu sou mãe, mas outro dia mesmo eu ainda era só filha. Quero ser mãe, sem nunca esquecer o quanto era bom ser criança.

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

A primeira gripe....

Quando levei o João ao novo pediatra ele me fez uma série de perguntas sobre tudo que aconteceu desde o nascimeto até agora. Uma delas foi se ele tinha tido alguma doença desde então... Eu, prontamente respondi orgulhosa e aliviada que "Não.".
No entanto, semana passada acabei pegando uma gripe estranha aqui no trabalho. Dessas que deixam o corpo mole, arrebentam o peito de tossir e irritam de tanta corisa. Tive medo de passar para o João, mas não havia nada a ser feito para evitar que isso acontecesse. Não deu outra... Quinta-feira ele começou com uma tossinha, febre e indisposição. Coitadinho!.... Mesmo assim não deixou de sorrir, e distribuir abracinhos apertados no papai e na mamãe. Filho não pode ter nem unha incravada... Estou cheia de preocupação e morrendo de peninha de ver meu bebêzinho com olheiras fundinhas, fazendo biquinho para tossir e de corpo mole no berço me dizendo: "mamãe, me pega no colo?". Tivemos um domingo como "antigamente"... Não quis suco de laranja, nem suco, nem banana amassada. Só mamou, mamou e mamou. E eu amei!

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Horário de verão

Passei a tarde no trabalho, monitorando o tempo que parecia estar firme e perfeito para uma caminhada na Lagoa com o João. Cheguei em casa animada, mas achei estranho não encontrar o bebeíím em casa. Liguei para a babá que me esperava na pracinha aqui em frente e não me viu sair do carro da amiga que me deu carona. Disse a ela que esperasse alguns segundos até que eu trocasse de roupa e pegasse o pequeno para uma caminhada (só nós dois, obviamente). Coloquei o leite da ordenha de hoje no congelador e desci. Quando abri a porta do elevador ele estava lá, sentadinho no carrinho. Sorriu imediatamente quando me viu e eu, desci para abraçá-lo com carrinho e tudo. As mãozinhas ágeis me apertavam as bochechas freneticamente e puxavam os cabelos com nítida saudade. Era a hora de mamar e eu precisava subir para fazer isso antes de sairmos para caminhar. Quando me virei de costas para pegar o elevador ele dava gritos aborrecidos e ensaiava um choro engraçado, mostrando as duas pontas brancas dos dentinhos. Tratei de pegar no colo o meu pequeno e me aboletar deliciosamente na poltrona do quarto para a "hora do lanche". Mesmo adormecido, a cada tentativa de colocá-lo no berço ele chorava. Desisti e deitei na minha cama, para podermos descansar juntos. Passados uns 15 minutos, ele acordou e partimos. Tudo estava bem até que em frente à hípica ele começou a reclamar. "Mamãe, me tira daquiííííí!! Me pega no coloooooooo!!!...." Peguei. Sorriso imediato. Abracinhos carinhosos. Pausa para assistir ao pôr do sol e cumprimentar um pato que nadava plácido e catava coisinhas no meio das algas. Um breve boa tarde para as garças e um olhar curioso e atento para a água que se mexia logo abaixo dos nossos pés.
Na volta para casa..."Nãooooo mamãezinhaaaaaaa... não me coloca nesse carrinho chato nããoooo..Opa, a sacolinha... Ahhh que bom que bom que bom!" Slinguei os 9kg mais leves do mundo e lá fomos nós, cantarolando pela Lagoa, chamando a atenção de um monte de velhas chatas que não entendem nada de slings, e de umas outras pessoas simpáticas que deviam estar gostando da trilha sonora do nosso passeio. Abraçadinhos ainda passamos no supermercado e só depois fomos pra casa tomar nosso banho de chuveiro! Apesar do meu exercício no primeiro dia de horário de verão ter sido frustrado, vivi mais uma deliciosa tarde com o João!!!!

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

João tentando falar!

Fique pequenininho, na minha canção...

Quando estivemos no novo pediatra na semana passada ele me perguntou todos os detalhes sobre a gestação, o nascimento e a amamentação. Esta última, um capítulo a parte que faço questão de explicar nos mínimos detalhes por ser a coisa mais intensa e maravilhosa que já experimentei na vida. O Dr. me apoiou e elogiou muito, o que afaga a minha vaidade e enche de orgulho. Entretanto, médicos servem para nos falar a verdade e lidam com fatos e ele me alertou para um muito chato. Quando eu voltar a ovular e portanto voltar a ter regras mensais, o leite vai diminuir e gradativamente terminar. Fiquei aborrecida e com algumas dúvidas a respeito, que com a consulta já tão longa a estas alturas, resolvi não perguntar. Afinal, enquanto ele mamar, terei leite... não era assim com as amas de leite de antigamente?
Hoje tive uma dor de cabeça dilacerante e a regra desceu ainda tímida. Eu estava em casa, já que hoje foi dia do comércio e eu só trabalhei até uma da tarde. Tive uma sensação de veredicto, de despedida, de tristeza, de saudade, de revolta, de raiva, de nostalgia.. tudo isso misturado a um mar de choro incontrolável. Estava dando mamá deitada na cama e a medida que abraçava meu pequenininho pensava que uma fase maravilhosa estava terminando, que o meu bebezinho está crescendo, que começa a ser um pouquinho mais independente de mim. Quanto mais eu chorava, mais ele se mantinha imóvel, com os olhinhos arregalados, me apertando o cabelo junto ao couro, com a respiração ofegante de pavor e um biquinho que ensaiava chorar junto comigo. Ele parecia entender tudo e me deu de volta todo o carinho que eu precisava naquele instante. Era como se ele me dissesse, "mamãe, eu estou aqui, pertinho de você e vou te amar pra sempre". O fato de ter tido um menino me faz consciente de que nosso elo se romperá mais cedo do que eu imagino. Meninas sempre ficam por perto nas fases mais importantes da vida. Buscam conselho, colo e aprovação. Meninos vão para o mundo e não trocam tantas figurinhas com as mães. Por isso, minha prioridade tem sido o João desde que ele nasceu. Intensa, radical, ame ou odeie, 8 ou 80... Não é isso que sempre falaram de mim? Pois faço jus a estes predicados e estou vivendo um momento em que a minha prioridade é o João, 100%. É com ele que eu quero estar, falar, brincar, contar historinhas, viver. Porque um dia meu filhotinho, você vai crescer...

A primeira vez...

Este fim de semana foi a primeira vez que dormi uma noite inteirinha sem o João. Tivemos o casamento de uma amiga em Itaipava e nos organizamos para deixar o filhote em Teresópolis, na casa da Bisa Noemy, com o Vovô Eneri e a Vovó Marília.
Me despedi sem olhar pra trás, evitando aqueles olhinhos risonhos que sempre me dizem para ficar mais um pouco. Chegamos no Bramil às 10:30h e nas comprinhas emergenciais estavam algumas long necks que abrimos ali mesmo. O dia afinal de contas tinha começado às 5 da manhã, portanto, nada demais abrir o bar um pouco mais cedo ;-)
Nossa intenção era passar a tarde toda dormindo, clocando em dia o sono atrasado de 6 meses... no entanto.... tal qual um bife à milanesa, fritei de um lado pro outro do colchão até me entegar a um filminho no laptop (Definetely, Maybe. Aliás, adorei!). Sentia o cheirinho dele no meu nariz, e o carinho daquelas mãozinhas macias de hora em hora. Mesmo assim, a sensação de estar longe não foi ruim. Eu sabia que ele estava bem cuidado e que um outro "rapaz" precisava de mim. Sentimos um rastro da liberdade de outros tempos e isso foi ótimo. Tomamos (quase) todas no casamento, e na volta para o hotel tive que descartar 200ml de leite "contaminado".. (uma pena...). No dia seguinte a saudade nos levou rapidinho de volta pela estrada mais cheia de curvas que conheço e um filhote lindo e ainda mais carinhoso de saudade nos recebeu com muitos beijos babados e abracinhos apertados.

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Canjiquinhas...

Quase tive um treco hoje de manhã quando o Pedro me ligou pro trabalho dizendo que o dentinho do João está nascendo!!! Assim que cheguei em casa, abri a boquinha dele ( que teimava em botar a língua pra lá e pra cá) e vi duas canjiquinhas brancas apontando na gengiva inferior! Uma coisinha linda! Agora eu que me cuide, porque ele certamente mastigará não só a papinha, mas o meu peito também!!!

domingo, 5 de outubro de 2008

COMIDA!!!

Agora João já come sopas e frutas. No vídeo abaixo, temos ele comendo uma sopinha de inhame, batata, repolho e barbatana de tubarão! :-)

sábado, 4 de outubro de 2008

6 meses

Esta nova fase do João está mexendo com as minhas emoções... A cada mamada substituída por comida sinto ele mais independente de mim, a caminho da fase seguinte.Em conpensação na hora de dormir me presenteou com uma FULL MAMADA, daquelas que os dois adormecem depois de esvaziar os dois peitos.
Hoje fizemos uma comemoracão íntima pelo mêsversário de 6 meses do pequenininho. Passei o dia todo pensando e tendo flashes do dia 4 de abril. O banho que tomei às 4 a manhã conversando com ele e deixando a água cair na barriga, pedindo que fosse saudável e me desse forças para superar o medo do parto. Meio ano depois, tenho esse bebezão rosado, que nasceu outro dia e já aprende a comer de colher... Sorri para (quase) todo mundo, me abraça e dá "beijos" babados. Depois de 6 meses, aprendi que amor por filho aumenta todos os dias. Não posso mensurar o que será ao longo de toda a minha vida.

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Rapidas!

Muito trabalho por aqui, por isso a frequência dos posts tem sido mais escassa.

Ontem o pediatra liberou o João para começar a comer (papinhas, sopinhas, sucos, biscoitos e etc). Amigos meus me disseram que é agora que a M**** vai começar a feder! Deus nos ajude! :-)

João já frequenta restaurantes e se comporta como um menino muito educado. Fica quietinho, mas quando chegam os pratos, os cheiros das comidas deixam ele louco. Ele começa a tentar usar a força do pensamento para o prato vir pr perto dele, mas infelizmente ele ainda não consegue!

:-)

Evolução do Crescimento

Dia 30 de Setembro:
Altura: 69,5cm
Peso: 8.750kg

Dia 25 de Agosto:
Altura: 68cm
Peso: 7.800kg

E o boneco fica cada vez mais pesado!!

domingo, 21 de setembro de 2008

Eu quero a minha mãe!!

Estou muito emocionada! Hoje foi a primeira vez que o João se jogou pro meu colo, com os bracinhos esticados pra frente! Ele estava no meu colo e eu o passei para o Pedro enquanto separava o pijama para ele colocar depois do banho. Já cansado coitadinho, me olhou reclamando, jogou os bracinhos pra frente querendo o meu colo. Peguei o fofucho mas resolvemos repetir a operação a fim de nos certificarmos que este "marco de desenvolvimento" tinha realmente acontecido e ele fez outra vez! Fiquei toda boba, emocionada e FELIZ! O João não falou... mas foi como se tivesse dito: "Eu quero a minha mãe!!!!

Brinquedo Novo!!

João está se divertindo horrores com novo brinquedo que o Vovô Viajador trouxe pra ele de viagem. É uma espécie de pula-pula com bungee jump e o João fica horas brincando se deixarmos. É um ótimo passatempo pra criança, e um tempinho que os pais tem pra resolver outras coisas, sem ter que ficar com uma criança debaixo do braço!

As especificações completas do brinquedo podem ser encontradas aqui. Na Babies R Us, que foi onde o brinquedo foi comprado, está esgotado!!

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Programa com o papai e a mamãe!

Nossos fins de semana têm sido diferentes de quinze dias para cá. Passamos das visitas aos avós para os "programas" com o papai e a mamãe. Ficávamos receosos porque o João se irritava com muito movimento e barulho. Além disso, determinados lugares como shopping por exemplo, me parecem completamente inapropriados para um bebezinho de quatro meses. Agora nossa rotina aos sábados e domingos envolvem um programa ao ar livre de manhã, almoço em restaurante e até passeio no shopping.
Agora ele se comporta muito bem apesar de continuar estranhando gente que fala alto demais e não gostar de gente que fica "pegando" demais ele.
De noite, já exaustos, tentamos ver um filmezinho depois que ele dorme... A gente até consegue, mas só terminamos depois de quatro noites!

terça-feira, 9 de setembro de 2008

Um pequeno relatório atual...

O tempo, ou a falta dele, tem sido o responsável por não atualizar o blog com tanta frequência. No entanto, como de hábito, "redijo" mentalmente diversos textos diariamente enquanto o João vai crescendo e me surpreendendo com seu desenvolvimento acelerado.
São palavras vivazes como seus olhinhos, carinhosas como seus abraços, divertidas como as risadinhas. Pena que se perdem no chuveiro, no caminho para o trabalho ou embaralhadas durante o meu sono....
Posso dizer que ao completar cinco meses alguns marcos importantes aconteceram com este pequeno. João é capaz de se virar imediatamente ao ser colocado no tapetinho. Brinca com o peito e quando perde o bico, pega com a mãozinha e tenta colocar de volta (consegue com a minha ajudinha...). Se mexe demais para trocar a fralda e isso faz com que o cocô vaze 99% das vezes. Ah! Importante documentar… ele já está usando fraldas tamanho G desde o fim da semana passada!! Quando me vê na volta do trabalho, claramente reconhece a mamãe e ensaia saltinhos com a coluna, tentando sair de onde estiver para vir para o meu colo.
Contra todos os prognósticos, meu leite continua bombando (literalmente!) e ele mama aproximadamente 7 vezes por dia de 3 em 3 horas. Enquanto ele mama na mamadeira em casa, eu tiro o leite no trabalho.

6:00h no peito (acho que uns 150ml)
9:00h na mamadeira (200ml)
12:00h na mamadeira (150ml)
15:00h na mamadeira (200ml)
18:00h no peito (uns 150ml)
21:00h no peito (aproximadamente 150ml)
3:00h no peito (uns 150ml)
TOTALIZANDO: 1150ml por dia!!!

Até agora, nada de Nan ou similares.
Este post é para que no futuro a gente se lembre direitinho de todos os detalhes desta fase DELICIOSA que o João está.

sábado, 6 de setembro de 2008

PISCINA!!!!

Um dia maravilhoso no Rio de Janeiro e por sorte tínhamos um almoço marcado na casa dos avós Eneri e Marília!!!

Não deu outra!!! Tínhamos que colocar o João pra tomar seu primeiro banho de piscina, e peladão :-).

Não preciso nem dizer que ele AMOU aquela água toda!! Não reclamou nem um pouquinho, e olha que a água estava até um pouco fria!



terça-feira, 2 de setembro de 2008

João fazendo carinho na Cuca!

Fiquei com os olhos cheios d'água quando vi o João começando a interagir com a Cuca. Achei essa cena incrível.

sábado, 30 de agosto de 2008

João e a Shantala

Vocês se lembram de quando a Bia escreveu aqui no Blog sobre a Shantala? Aquele tipo de massagem que uma indiana fazia em seu filho e que depois passou a ser estudada e praticada por pessoas do mundo todo?

Então, nesses vídeos abaixo vocês podem ver a Bia fazendo a Shantala no João. Vocês podem ver como ele adora!!! Pra Shantala ser eficaz, deve se seguir a seguinte ordem: a criança mama um peito, depois faz a shantala, depois toma um banho quentinho e na sequência mama o outro peito. PRONTO! ë a garantia de uma noite bem dormida pro neném e para os pais!!! :-)



Amor de Irmã e Brincadeiras

Cuca, a irmã mais velha do João, acha que ele é um picolé! Ela AMA lamber os pés dele...e as vezes as mãos e a cara também! :-)



João curtindo o seu brinquedo preferido.

terça-feira, 26 de agosto de 2008

Evolução do Crescimento

Dia 25 de Agosto:
Altura: 68cm
Peso: 7.800kg

Dia 04 de Julho:
Altura: 63cm
Peso: 6.440kg

Dia 06 de Junho:
Altura: 60cm
Peso: 5.550kg

Acho que estamos criando um gigante. Ontem o pediatra disse para a Bia, que uma criança de 1 ano, tem em média 73cm. João com 4 meses e 20 dias já está com 68cm! Assim não vai haver roupa que chegue!

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Menino de Chumbo

Nas últimas semanas eu estive envolvido em um projeto grande aqui na empresa, e cheguei em casa tarde todos os dias. Por conta do horário o João sempre estava dormindo. Como também trabalhei no final de semana e nossos horário estavam todos desencontrados, já fazia tempo que eu não ninava ele.

Essa noite, depois da mamada das 01:00 da matina, João tava com o sono meio inquieto e a Bia estava morta de casaço. Ela me pediu que ninasse ele pra ela poder descansar um pouco. Quase levei um susto com o peso dessa criança!!! João está um CHUMBO!!! Fora o fato de que ele está enorme. Mal cabe no colo da mãe pra mamar!

Ninar ele por 10 minutos, foi o suficiente pra me deixar morrendo de calor e começar a suar!! Segunda feira temos uma consulta no Pediatra e tenho certeza de que João já passou dos 7.5kgs!

Abaixo algumas fotos novas do "Menino de Chumbo"!!



Mais fotos AQUI!

terça-feira, 12 de agosto de 2008

Alguém me empresta uma peruca?

Muitas amigas já haviam comentado que o cabelo cai durante a amamentação. Eu andava feliz da vida e me sentindo a mais saudável das mulheres porque mesmo diante de tantas mamadas meu permanecia exatamente onde deveria estar.
A sabedoria popular diz que quando o bebê ri para a mãe, como num passe de mágica, o cabelo da pobrezinha começa a cair. Um efeito meio Meduza, só que ao invés de virar pedra... as mãezinhas ficam carecas. Acho que não é nada disso... Assim como os bebês têm marcos de desenvolvimento a cada mês, as mães também têm. São sinais que o nosso corpo nos dá de que está faltando (ou sobrando) alguma substância. Infelizmente, parece que substância não identificada, pois caso contrário os obstetras receitariam uma vitamina, ou algum aliment específico que evitasse o problema. Agora além de estar acima do peso, estou ficando careca... É o preço da maternidade... (não faz mal, só de olhar aquela coisa linda no quarto aqui do lado, esqueço de tudo isso!)

Anjo da guarda bem relacionado....

Tão intenso está esse namoro entre mamãe e filhote que acho que o João resolveu interceder usando magia de bebês. Havia um pequeno movimento no trabalho para que o horário mudasse de 10 as 19h para 8 às 17h. Minha simpatia pela idéia era enorme desde os tempos em que eu nem estava grávida porque acho que São Cristóvão não é propriamente uma Suíça e sair de lá com dia claro seria uma boa. Além disso, acordo com as galinhas normalmente, com o João então, escuto o galo cantar antes que elas acordem.
Pois não é que a coisa tomou proporções maiores e de um dia para o outro o horário mudou?!! Acho que o anjinho da guarda do João e o meu andaram fazendo contatos com "gente" graúda lá no céu e a coisa vingou....Assim teremos muito mais tempo para ficar juntos, brincar, ficar agarradinhos no sling, fazer shantala, tomar banho, e.... adivinhem.... MAMAR!!

Vira, Vira, Vira... VIROU!

João ensaiava se virar desde a metade do terceiro mês. Primeiro era uma ligeira jogada de perna enquanto trocava a fralda. Depois virava de lado no tapetinho e de lado permanecia feliz. Na última semana, na casa da vovó Marília ficou muito irritado quando o braço ficava preso e o cotovelo parecia não ter forças para se virar completamente de bruços. Hoje, primeiro dia da nova jornada de trabalho de 8 às 17, ganhei de presente uma virada completa assim que cheguei em casa e fomos brincar no tapetinho. Fiquei muito feliz e emocionada! Como ele se desenvolve rápido!! Tenho a sensação de que vou perder muitas coisas e não quero perder NADA! Fui recompensada com este momento. E o que é a vida se não uma coleção de momentos que se transformam em memórias? Quanto mais memórias, mais histórias e quanto mais histórias mais interessantes seremos!

sábado, 9 de agosto de 2008

Spa

João tem curtido a shantala (massagem indiana para bebês) muito mais agora do que no segundo e no terceiro mês. Em um dos exercícios especificamente, onde estico e encolho os braços e pernas alternados, ele dá gargalhadas sonoras! Quando acaba a massagem o papai já está esperado por ele para um delicioso banho quentinho de chuveiro!

Sorrisos de saudade

Desde ontem João mama interrompidamente, me dando sorrisos e gargalhadas que só posso interpretar como saudade. Quer colinho mais que o normal e tem preferido o meu a todos os demais. Sorte minha que já estava mesmo com muita vontade de ficar grudada no pequeno o dia inteiro! A cada mamada dele em casa tiro o leite com a bomba no trabalho para não diminuir a produção da "fábrica"e manter a mamamentação exclusiva com leite materno até os 6 meses. Pareço um filme de ficção científica já que penduro a bomba no pescoço e ando para todo lado fazendo aquele barulhinho "pruoooooonnn,pruoooooonnn, pruoooooonnn...."

Batizado do João

Dia 26 de Julho foi o batizado do João na Igreja das Irmãs Clarissas. Confiram no vídeo abaixo, como ele gostou!!!



Fotos do batizado podem ser vistas aqui!

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Sobrevivi

Sobrevivi ao primeiro dia longe do meu pequeno. A empresa em que trabalho acaba de se mudar para um novo endereço e as instalações são IN-CRÍ-VEIS! Acho que isso contribuiu para que o meu dia fosse mais leve, com tantas novidades, o reencontro dos colegas de trabalho e o reconhecimento do novo território. Nem preciso dizer que ainda assim pensei no João o dia inteiro senti falta do cheirinho dele, de dar mamá abraçadinha nele, de escutar seus barulhinhos. Tirei leite com a bomba nos exatos horários em que ele mamava em casa. Voltei para casa com 560ml acondicionados nesses tubinhos que o Pedro mostrou no post abaixo e congelei para ele mamar na segunda. Vou conseguir fazer isso pelo menos até ele completar 6 meses ou não me chamo Bia Vasques Dale!

Dicas Úteis

Ao longo desses quase 4 meses que o João entrou em nossas vidas (João faz 4 meses no dia 04), apredemos muitas coisas sobre como se deve cuidar de uma criança. São cuidados especiais, dicas e informações que são super úteis para todos que tem um filho pequeno.

Você sabia:

- Que quando a criança é recém-nascida, ela consegue enxergar apenas a 10cm de distância?

- Que quando se está "ninando" uma criança, você deve niná-la fazendo movimentos para cima e para baixo e não de um lado para o outro? Como você acha que o bebê fica quando está dentro da barriga da mãe? :-)

- Que aquelas bolas grandonas que geralmente são usadas para fazer exercícios na acadêmia, pilates e alongamento são ótimas para ninar uma criança? Imagine que você está ninando uma criança nos braços (fazendo movimentos pra cima e pra baixo) e depois de 10 minutos ela ainda não caiu no sono. Vocês tem noção de como as costas começam a doer (na verdade as costas parecem que estão pegando fogo). Então, quando você já não aguentar mais ninar a criança, basta sentar nessa bola com a criança nos braços e ficar quicando em cima da bola. Dessa maneira, você consegue descansar as costas e ainda dá uma exercitada nas pernas!


- Que é super tranquilo de dar banho de chuveiro nos bebês? Pra quem é alto como eu, dar banho naquelas banheirinhas é um sacrifício para as costas. No curso que fizemos, aprendemos que as crianças adoram tomar banho de chuveiro. No dia que voltamos da maternidade, já colocamos o João debaixo do chuveiro. Basta colocar a água quentinha, numa temperatura que você ache prazerosa, colocar o bebê apoiado no seu peito e deixar a água cair nas costas dele. Com a mão você pode molhar a cabeça dele, pode virar a criança pra deixar a água cair na barriga, passar sabonete na cabeça, enfim...É super tranquilo e as crianças adoram!! Nesses 4 meses, João nunca chorou num banho de chuveiro!

- Que após o banho é o melhor momento de tirar aquelas melequinhas que ficam presas no nariz dos bebês?? Depois do banho, elas ficam moles e muito mais fáceis de se tirar!! Mas lembre-se, NUNCA use um cotonete pra tirar as melecas, pois eles podem se mexer e acabar se machucando. O melhor jeito é mãe enfiar o dedo mindinho no nariz do bacuri e fazer a "limpeza do salão" :-)

- Quando a mulher está amamentando o bebê num dos seios, o outro seio começa a pingar leite?? Incrível isso, não?? Na fase da amamentação é importantíssimo armazenar o máximo de leite possível, para isso existem umas conchas que as mulheres usam nos seios enquanto estão amamentando, para que esse leite fique armazenado e posteriormente guardado na geladeira.


- Que você pode ir enchendo recipientes (como esse da foto abaixo) com essas "sobras" de leite armazenados pela concha durante 24 horas (guardando na geladeira). Depois dessas 24 horas, você pode guardar esse recipiente com leite no freezer por 3 meses. É muito importante colocar a data que aquele recipiente de leite foi para o freezer, dessa maneira fica mais fácil na hora que você precisar preparar as mamadeiras.


Vejam como ficou nosso freezer, lotado de leite armazenado!


- Que quanto mais a mulher amamenta, mais a produção de leite aumenta? Essas estórias de que o leite da fulana "secou" com algumas semanas, ou em 1 mês ou coisa do tipo é a maior balela! Toda mulher tem leite sim, só que ela precisa estar a fim de amamentar e tem que ter paciência. Por isso é que é muito importante o uso da bomba de tirar leite, para quando a mãe volta ao trabalho. Essa bomba da foto abaixo, encaixa perfeitamente no recipiente mostrado acima, ai fica mais fácil ainda de tirar o leite e guardar!


- Que existem milhares de marcas de carrinho para crianças? Existem mesmo! Todos os amigos me indicaram a marca Peg-Perego, mais especificamente o modelo Pliko P3 que é super confortável para a criança e já tem disponível uma cadeirinha daquelas de colocar no carro (vulgo "moisés"), que se encaixa perfeitamente no berço! É preciso comprá-las separadamente! Mas aviso logo, mesmo sendo um super carrinho e fácil de manusear, é um trambolho. Mesmo fechado. Depois que a criança fizer uns 5 meses e já estiver mais durinho, se sustentando melhor, a pedida é trocar de carrinho e usar o MacLaren. Ele super fininho, leve e muito menor na hora de guardar no carro! O do João só está esperando ele completar 5 meses pra sair rodando por ai!

Em breve, mais dicas!

terça-feira, 29 de julho de 2008

Despedida

Vovó Marília sempre disse que a gente tem que criar o filho para o mundo e acho que mesmo cercada de cuidados e atenção, fui criada para o mundo. Claro que não percebia isso na minha rebelde adolescência, mas hoje vejo que foi assim.
Depois de quatro meses convivendo diariamente com você, chegou a hora de cortar o primeiro pedacinho do cordão umbilical emocional que permanece nos unindo.
Na verdade vamos considerar cinco, já que no nono mês da sua gravidez nas nossas conversas ao pé da barriga você já se apresentava cheio de personalidade me dizendo que estava muito bem obrigada, que não queria vir me conhecer de fora pra dentro e que a barriga e a famosa placenta estavam bem gostosinhas.
Não poderei jamais esquecer do seu cheiro nos 3 primeiros dias de nascido. Cheiro de barriga. O chorinho rouco e baixo na materidade naquela noite em que eu não te deixei nem por meio minuto, sabendo que mesmo sem te conhecer, saberia o que fazer para te acalentar. Arranquei a parte de cima da camisola e com a cabecinha pousada no meu peito você dormiu parte da sua primeira noite.
Durante o primeiro mês foi assim. A gente se conhecendo dia após dia e eu, sem ouvir a opinião de ninguém, tentava interpretar os teus sinais. Eu já te amava muito, mas não sabia direito o quanto.
No segundo mês ficamos eu e você. Eu me sentia muito poderosa e capaz de te cuidar sozinha e você começou a me dar afirmativas diárias de que eu estava certa. Esboçou o primeiro sorriso, demonstrava muito prazer nas nossas caminhadas no Parque Lage, ouvia as minhas estorinhas e musiquinhas animado e curioso.
No terceiro continuávamos nós dois por esse Jardim Botânico, de sling pra lá e prá cá, apaixonados e grudadinhos como os marsupiais. Foi o mês do tapetinho, de experimentar os brinquedinhos. Eu fiz amizade com outras mamães e você conheceu seus primeiros amiguinhos: Isabela, Beatriz, Rafael e Arthur. Tentei te acostumar a andar no carrinho ainda que tanto você quanto eu preferíssemos o sling... No entanto, eu precisava te preparar para quando eu não estivesse mais nessas manhãs ensolaradas de inverno. Também foi nesse mês que o papai tirou férias para ficar com a gente e de tão encantado caiu de gripe quando voltou ao trabalho.
Agora, prestes a completar quatro meses você me dá gargalhadas largas, adora quando te pego e deixo em pé, como um mini-humano, e mama, mama, mama sem parar. Daqui a dois dias, mamãe volta ao trabalho morta de medo de você não querer mais mamar no peito. Mesmo assim continuará a te dar o leite dela, mesmo que na mamadeira, tirando com bomba no trabalho, como se fosse você mamando o dia inteiro.
Sinto uma saudade que dói. Um aperto no peito, uma falta de ar. Não sei explicar e como você é menino, nunca vai mesmo vivenciar o que é isso. Dizem que todas as mães sentem isso, e eu mesma já ouvi muitas delas falarem... Talvez, no futuro, lendo esse post você diga a quem estiver a seu lado algo do tipo "minha mãe sempre foi assim, intensa... tudo pra ela é exagerado, é 8 ou 80"... e é mesmo. Foi assim que eu escolhi viver a minha vida, foi assim que eu e o seu pai fizemos você e é por isso que você veio assim grandão, lindo e tão querido. Este post é pra dizer que estes foram os melhores quatro meses de toda a minha vida. Também é pra dizer pra vovó Marília que criar filho pro mundo não é nada fácil... Também é pra dizer que nesses 4 meses construímos um amor indissolúvel, enorme e lindo. Sou uma pessoa diferente.

terça-feira, 22 de julho de 2008

Breastfeeding, BESTfeeding.

Quero me lembrar no futuro de todos os detalhes desse tempo de dedicação total e irrestrita ao meu papel de mãe.... Continuo amamentando o João, orgulhosa e exclusivamente com leite materno. Durante a madrugada ele só mama um peito então aproveito para tirar o outro com bomba e armazenar. Normalmente tiro 80ml de uma mama só. O que significa o armazenamento de um pouco mis que meia mamadeira, já que ele mama entre 120 e 130ml. Faço com amor, com carinho... faço por ele e faço por mim.

A propósito... o título deste post é o slogan da bomba Medela. Achei fantástico.

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Eu sou um rapazinho... Já sei me virar sozinho.

Esta semama de férias em Teresópolis foi uma delícia! Dias lindos de céu azul, frio para muitos casacos, lareira acesa e muitas comidinhas gostosas. João mamou como um bezerrinho e a mamãe nessa calmaria aumentou ainda mais a produção de leite. Tivemos que fazer um teste com uma mamadeira de leite NAN, preparando o paladar do João caso seja necessário complementar as mamadas do meu leite, tirado com bomba, quando voltar a trabalhar. Ele torceu o nariz, colocou os primeiros goles pra fora mas depois "comeu" tudinho. Espero que não seja necessário dar este leite, mas eu precisava fazer com que ele conhecesse outro sabor para o caso de uma emergência.
Curtimos cada minuto na companhia desse menininho que deu nesses dias a sua primeira gargalhada sonora e se virou sozinho na cama pela primeira vez. João se desenvolve rápido e eu sofro por antecipação a saudade imensa desses 4 meses que jamais esquecerei.

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Por isso não provoque... é cor de rosa choque...

Hoje no pediatra fiz diversas perguntas a respeito da adaptação do João a uma nova alimentação quando eu voltar ao trabalho. Tudo porque não vai ser nada fácil parar de amamentar antes do tempo caso ele rejeite o peito depois que tomar as mamadeiras.
Perguntei se eu não poderia dar uma frutinha na colher para que ele tenha como única referência para mamar, o peito. Nada feito. Ele me deu explicações médicas que não saberei reproduzir aqui, mas algo relativo à maturação do maxilar, deglutição e aparelho digestivo. Até os seis meses, não pode dar NADA para o bebê além de leite, seja ele materno ou não. Pesquisas indicam que além de tudo isso, crianças alimentadas com outras coisas correm muito mais risco de tornarem adultos obesos.
Outra novidade, também descoberta por pesquisadores nos Estados Unidos, é que o leite de soja, amplamente difundido naquele país e também aqui, prejudica o crescimento normal das crianças e no caso das meninas, faz com que a mama cresça (pasmem!) a partir dos dois anos de idade!
Tudo isso é para deixar registrado o quanto a amamentação tem sido uma experiência maravilhosa. A carinha do João me olhando fixamente, as brincadeiras que ele começa a fazer com o peito, muito gaiato dando risadas e suspiros como se me agradecesse por estar ali... as mãozinhas mais ágeis me fazendo carinho nas costas ou segurando na minha mão.... Homens, vocês infelizmente nunca saberão o que é isso... Como Rita já dizia, "mulher é bicho esquisito, todo mês sangra", mas de sexo frágil a gente não tem nada.. encara madrugada, sacode o filhote e deixa a coluna quebrar, deixa de ser da gente pra ser do filho... ama apaixonada, se entrega, se emociona...

Parabéns!

Hoje o João completa 3 meses de vida!!
Parabéns meu filho!!
Impressionante como passa rápido.... Meu Deus do Céu!!

Evolução do Crescimento

Dia 04 de Julho:
Altura: 63cm
Peso: 6.440kg

Dia 06 de Junho:
Altura: 60cm
Peso: 5.550kg

quinta-feira, 3 de julho de 2008

FÉRIAS!!!

Minhas férias estão chegando!!! Na segunda-feira (07 de Julho) entro de férias e vou poder aproveitar o final da licença maternidade da Bia, pra curtirmos juntos o crescimento do João!!!

João está sensacional!! Cada vez mais esperto e ativo! Amanhã temos mais uma consulta no Pediatra e acreditamos que ele já esteja com mais de 7kgs. Pra ficar com aquele bacuri no colo, por longos períodos de tempo, tem se transformando num desafio hercúleo para as costas de qualquer um!!

Tivemos que mandar nossa babá embora no dia 09 de Junho e desde então Bia tem cortado um dobrado pra cuidar dele sozinha ao longo do dia. A nossa empregada e as Avós tem ajudado muito, mas mesmo assim a Bia tem ficado muito cansada!!

Segunda feira, começa uma nova babá e as coisas vão melhorar!

Nessas férias vamos fazer nossa primeira viagem com o João. Vamos passar uma semana em Teresópolis. Por conta disso, já começo a ficar tenso só de pensar na tralha que vamos ter que levar pra passar essa semaninha!!!!

Em breve mais posts sobre as parciais de peso e altura do João!

segunda-feira, 23 de junho de 2008

Todo dia uma novidade...

Estas duas últimas semanas foram pura curtição. Agradecimentos especiais à mamãe e sogra que me ajudaram com visitas em revezamento para que eu pudesse tomar um banho no fim da tarde e nadar às quartas e sextas.
A cada dia o João está mais esperto, prestando atenção a tudo, reconhecendo o mundo ao seu redor. Nossas idas matutinas ao Parque Lage em dias cinematográficos de inverno foram dias inesquecíveis. Contei estórias, caminhei naquelas trilhas de luz filtrada pela copa das arvores, observei a labuta das formigas provisionando o inverno como na fábula da cigarra... Vi a vida passando em um outro ritmo. Ouvi a música do silêncio abraçada no meu filho. A evolução dele faz parte desse ritmo e eu adoraria poder acompanhar cada minuto por muito mais tempo. A capa da Veja desta semana diz que a ciência está perto de descobrir a origem de tudo, numa reportagem longa sobre o Big Bang. Claro que não li nem a quarta parte, mas ainda que este mistério seja revelado, permanecerá a incompreensão do milagre de gerar uma vida tão frágil, tão perfeita e tão amada.

terça-feira, 17 de junho de 2008

Age of Acquarius

Estamos vivendo um momento hippie! Sem babá estou me sentindo ÓTIMA. Livre para fazer tudo como quero. Vivendo a intimidade entre mãe e filho ao máximo. Coloco o João no sling e encho a banheira pra dar banho, tomo café da manhã, durmo abraçadinha de tarde e até ao banheiro já fui com ele agarrado em mim. Assim como os koalas, os macacos e todos os marsupiais, me sinto mais uma vez em contato com a essência da natureza de ser mãe. Confesso que isso é a minha cara, é o meu jeito. Sei que vamos precisar da ajuda de alguém e já estou procurando porque voltarei ao batente em breve e preciso treinar a nova sujeita, mas acho que o nosso caminho é colocar o filhote na creche assim que der.

sexta-feira, 6 de junho de 2008

Evolução do Crescimento

Dia 06 de Junho:
Altura: 60cm
Peso: 5.750 5.550kg

Dia 12 de Maio:
Altura: 57cm
Peso: 4.960kg

Ao final da medição, a Bia fala: "Nossa João, você é apenas 1 metro mais baixo que a mamãe!"

:-)

quinta-feira, 29 de maio de 2008

Falta de Tempo

Tem sido bastante difícil manter uma regularidade nas postagens do blog. Tenho chegado bastante cansado em casa nos dias de semana e nos finais de semana, o pequeno João suga todas as nossas energias!

Um pouco antes da Bia engravidar e logo depois que ela ficou grávida, comentávamos a respeito de se ter ou não uma babá para ajudar no dia-a-dia. Qualquer uma das escolhas traria prós e contras para a vida do casal.

Decidimos por ter uma babá para nos ajudar. A complicação já começa na hora da escolha...Entrevistamos 17 candidatas!!! Quando já tínhamos perdido as esperanças, uma babá que nós não havíamos gostado, nos indica uma amiga. Já desesperançosos, entrevistamos a babá (na verdade, foi a Bia que entrevistou) na véspera do nascimento do João. Quando Bia pergunta o nome dela, ela responde: Maria D'Ajuda Nascimento Santos!?!?!?! Com esse nome, não tinha como ser diferente, a Maria era ótima e foi contratada quase que de imediato.

Uma vez com a babá contratada, começam os "contras": você perde a privacidade dentro de casa, pois sempre tem alguém além de sua mulher e seu filho, possíveis "picuínhas" com sua empregada, hábitos e maneiras que não são os quais você está acostumado a lidar, além dos gastos extras que vão desde uniformes para a babá, quanto no aumento astronomico na conta do super-mercado! Meu Deus do Céu, como esse povo come!!! Ter babá direto em casa, aumenta MUITO as despesas (além do sálario mensal) da família.

Mas mesmo apesar de todo esse custo, continuo achando que ter uma babá é um dinheiro muito bem gasto e que vale cada centavo. Além de cuidar diariamente do seu filho, é essencial ter uma pessoa com quem você possa deixá-lo para que a sua mulher possa sair pra dar uma volta, possa ir fazer unha, para o casal ir no cinema, para que vcs possam ir no cinema, enfim, viver a vida normalmente na medida do possível.

Os primeiros 30-40 dias, são realmente muito puxados, é dedicação total ao neném. Mas depois disso, dá tranquilamente para deixar o filho com a babá. Ao invés dele mamar no peito, basta dar uma mamadeira (com leito do próprio peito), assim a mãe consegue "pular" uma mamada e o casal consegue sair numa boa!

Façam isso, vale muito a pena!!

sexta-feira, 16 de maio de 2008

Shantala


Numa caminhada entre as ruas de Calcutá, o médico francês Fréderik Leboyer, observou uma jovem mãe que, em meio a uma enorme favela, dedicava um momento de pura paciência e amor à sua criança.Colocando o filho despido em suas pernas, fazia uma massagem envolvente e carinhosa com movimentos que chamavam a sua atenção. Conversando com ela, descobriu que era paralítica das duas pernas e este era o único momento de contato que podia ter com o seu filho.
Impressionado com o prazer e o relaxamento demosntrados pelo bebê, que dormiu no fianl da massagem, Leboyer foi se aprofundando no conhecimento desta técnica e em 1986 escreveu o livro "SHANTALA", nome da mulher indiana que inspirou o médico.
Estudada e experimentada por especialistas do mundo todo, descobriu-se que além do prazer do contato, esta massagem estimulava o sistema nervoso central e o sistema imunológico da criança, favorecendo um desenvolvimento muito saudável.
Eu e João experimentamos este momento mágico entre mãe e filho no curso da Stephanie e já repetimos a dose em casa... Joãozinho dormiu tranquilo após todas as mamadas da madrugada e eu tive muito, muito prazer neste experiência. Recomendo fortemente.

Depois da massagem, um banhozinho de ofurô... (tummy tub)

terça-feira, 13 de maio de 2008

Fotos do Barrigão!

Após alguns meses de atraso, nosso fotógrafo conseguiu nos mandar o restante das fotos que fizemos em Fevereiro.

Se nessas fotos já achamos a barriga da Bia enorme, imagina como estava no dia que o João nasceu, que foi exatamente 2 meses depois que essas fotos foram tiradas?!?!?

Para conferir as fotos, pode clicar AQUI!


segunda-feira, 12 de maio de 2008

Evolução do Crescimento

Dia 04 de Abril (dia do nascimento):
Altura: 52cm
Peso: 4.305kg

Dia 18 de Abril:
Altura: 54cm
Peso: 4.150kg

Dia 12 de Maio:
Altura: 57cm
Peso: 4.960kg

Pode-se ver que João, será realmente grandão! Se prepara meu filho, pois você também vai ter que dormir com os pés pra fora da cama!

sexta-feira, 9 de maio de 2008

O GRANDE passeio na Lagoa...


João...No futuro você poderá usar este post contra mim...
Saímos de casa com a intenção de tomar um solzinho num lindo dia típico de inverno (apesar dele ainda não ter começado): sol, céu azul e uma brisa fresquinha que faz barulhinho no ouvido.
Esse inocente banho de sol se transformou em uma maratona de 7Km porque a sua mamãe sem limites achou por bem quebrar o resguardo e numa vibe de JUST DO IT deu a volta na Lagoa. Você achou ótimo mamar debaixo dos flamboyants, mas a babá estava com 3 metros de língua para fora.
Pensei em esconder esta travessura do rígido papai, mas como sempre, acabei contando e levando uma bronca... Amanhã estamos de castigo. Nada de Lagoa.

terça-feira, 6 de maio de 2008

Como passa rápido!

Nesse Domingo (04 de Maio), João completou 1 mês de vida. É impressionante como tudo passa tão rápido.

Ele mal chegou e já mudou nossa vida completamente, nos enchendo de alegria a cada contato, a cada olhar, a cada barulhinho e principalmente a cada cagada após as mamadas. Já gastamos MUITA fralda e começo a pensar até quando o estoque que fizemos vai durar! :-)

Nessa fase onde ele é muito pequeno, a mãe é o centro de tudo. Eu fico apenas de coadjuvante, ajudando a pegar as coisas dele, pegar fralda, trocar fralda, pegar água quente, anotar os horários das mamadas e por ai vai.

O meu momento triunfal é todo dia de noite, quando chega a hora dele tomar banho comigo no chuveiro. Quando ele vem no colo da Bia, ao escutar o barulho da água caindo, a cara dele muda na hora!! É impressionante como ele ADORA tomar banho de chuveiro. Desde que ele nasceu, dei banho de chuveiro nele praticamente todos os dias e ele nunca chorou.

Aconselho aos pais que façam essa experiência, é extremamente prazerosa e os nenéns adoram!



Aqui tem algumas fotos mais recentes dele!

terça-feira, 29 de abril de 2008

Banco de Leite

O João comilão ainda está deixando um pouco para as outras crianças. Com a produção da "fábrica de leite" em franco desempenho, sobra um montão... Parte mantenho em estoque para o nosso bezerrinho e parte dôo para o Banco de Leite do hospital Fernandes Figueira. Toda segunda-feira um funcionário da defesa civil passa por aqui para pegar o estoque da semana e entregar novos recipientes para armazenar a semana seguinte. Estou me sentindo muito bem por poder ajudar a outras crianças que nem conheço e precisam tanto ou mais que o João.

segunda-feira, 28 de abril de 2008

Stones x Gloria Gaynor


A noite de sexta (25) para sábado (26) foi de vigília. Não tivemos serenata, mas o João estava animado. No dia seguinte foi o mais puro ROCK & ROLL!!!!!!!!! Ele estava no ritmo de "I CAN GET NO SATISFACTION.... " e eu nos embalos de "I WILL SURVIVE!".
Estamos nos conhecendo afinal de contas! Não posso decifrar todos os seus sinais... Depois de uma noite em claro, às 15:00h aproximadamente, nosso filho se rendeu e entregou aos braços de Morfeu. Meu aprendizado valeu.. Acho que ele estava apenas com calor e incomodado com o a roupa...

quinta-feira, 24 de abril de 2008

Passeio na Lagoa

Hoje o João deu o seu primeiro passeio na Lagoa. Estava um dia lindo e ele muito fashion de roupa azul marinho e manta vermelha combinando. Fiquei toda prosa com os comentários das babás das outras crianças: "- Que gracinha! Tem um mês e pouquinho?" e eu respondia toda toda... "- Não, fez 20 dias hoje!".
Os macacõezinhos de recém nascido já não cabem mais, principalmente nos pézinhos que crescem a cada mamada!

Noite de estréia...

Toda mãe que se preze precisa de uma história de noite em claro pra contar.Tive a minha primeira...
João tomou a vacina BCG no posto da Gávea e à noite teve serenata na J. Carlos (palavras da vovó Marília!). Não dormiu a noite inteira e eu parecia um zumbi na manhã seguinte. Durante o dia tirei tantos cochilos quanto ele para me preparar para a próxima noite... Nunca se sabe como será! Surpresas da maternidade...

segunda-feira, 21 de abril de 2008

Saudades do papai...

Na primeira noite sem o Pedro em casa (está viajando a trabalho), foi uma Odisséia. Meu pequeno tranquilinho não queria dormir de jeito nenhum. Noto que em dias de visita ele fica mais agitado porque acaba quebrando a rotininha de mamadas e dormidas. Isso somado ã falta do colo grande do Pedro e do banho de chuveiro de noite...não deu bom resultado. Aqueles dois olhinhos cativantes ficaram abertos grande parte da noite, me dizendo: "- Mamãe, cadê o papai? e por que eu não tomei aquele banho que faz barulho?". Ele foi bomzinho e não chorou... mas também não dormiu. Minha mãe passou a noite comigo e ajudou a ninar o pequeno pois eu já não tinha forças. Espero que a noite de hoje seja melhor. Acho que já estou bem recuperada da cirurgia e posso me aventurar a dar um banho igual ao que o papai dá.

terça-feira, 15 de abril de 2008

Febre do Leite


Sabíamos que isso existia, mas imaginávamos que acontecia na apojadura.Estou com um febrão há 2 dias. Estive no obstetra para retirada dos pontos ontem e ele disse que essa quantidade de leite é que está causando a tal febre. Tenho tomado Novalgina mas pouco adianta. Conversei com a Stephanie e ela disse que dura aproximadamente 3 dias. A mama dói muito e dá agulhadas internas. Ao contrário do que TODOS dizem, não se deve JAMAIS colocar água quente no local. Este procedimento alivia na hora mas estimula ainda mais a produção de leite. O ideal é aguentar o tranco, mas se não for possível, colocar uma bolsa de gelo por alguns poucos minutos. Não por muito tempo pois isso pode diminuir a produção da FÁBRICA! No meu caso, 5 minutinhos foram suficientes para resolver um pouco o dsconforto e não atrapalhar o aleitamento. Conselho muito útil pra as leitoras do Blog... Anotem.

sexta-feira, 11 de abril de 2008

Leite, leite, leite!!!!!!!!

Os dois primeiros dias em casa foram difíceis. Um menino de 4,305kg é muito fofo, mas por outro lado, quer mamar, mamar e mamar MUITO. Nasceu forte e cheio de apetite enquanto a apojadura (descida do leite) ainda não tinha acontecido.
Depois de uma visita da Stephanie tudo se resolveu completamente e agora é só curtição! João mama de suspirar, temos 9 potinhos de leite no freezer estocados para emergências e eu aproveito a amamentação exatamente como eu previa e imaginava. Ele tem o cheiro da barriga, o hálito do leite docinho, o contato da pele dele com a minha....e um olhar.... Ah.. esse olhinho me hipnotiza!
É definitivamente um momento de amor sublime entre mãe e filho que finalmente podem se abraçar, sentir o cheiro um do outro depois de uma longa espera....

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Finalmente ele chegou!!!

Após 9 meses de espera, o João chegou para alegrar as nossas vidas. Foram os 9 meses mais rápidos da minha vida. Me lembro como se fosse ontem, o momento em que a Bia chegou em casa no dia 02 de Agosto e disse pra mim que estava grávida e que eu quase desmaiei na cozinha.

Foram muitos os momentos que passamos ao longo dessa gravidez: várias idas ao obstetra, idas na ultra-sonografia, exame de sangue para descobrir o sexo, enquanto a Bia estava em Paris, o descolamento de placenta que fez com que a Bia ficasse 17 dias quieta em casa, minha viagem para Nova York, de onde voltei carregado trazendo toda a parafernália necessária para o João, as obras aqui em casa que não acabavam nunca, a falta de gás, a arrumação do quarto da babá, cursos de bebê (MUITO ÚTIL, aconselho fortemente a todos), entre outros...

E no final das contas, João Vasques Dale chegou. Não foi de parto normal como planejamos, foi de cesariana (by the way, fiquei o tempo todo com a Bia durante a cirurgia e não desmaiei...Fiquei meio tonto no final, mas não desmaiei).João nasceu no dia 04 de Abril de 2008, as 07:51 na Casa de Saude São José. Nasceu com 4.305 kilos e 52 cm.

E o resultado é esse bebê fofo ai embaixo. O nosso filho João. Bem-vindo ao mundo!

terça-feira, 8 de abril de 2008

Ganhamos...

Só agora posso entender porque algumas pessoas me perguntavam "quando é que você vai GANHAR neném?". A sensação de ter um filho é exatamente essa, a de ganhar um presente. Um presente perfeito, sem direito a troca, sem manual de instrução, sem preço e com um cartão maravilhoso escrito: FILHO.
Não posso acreditar que essa coisa linda saiu de dentro da minha barriga, mas posso entender que o amor que sentimos por ele é a soma do amor que sentimos um pelo outro. O cheiro de barriga que um recém nascido exala é o melhor cheiro do mundo. O olhar curioso que ele te lança, concentrado e penetrante diz bem baixinho: "Ah... então era você que andava rapidinho ? Era sua aquela voz... Ah... essa sua gargalhada eu conheço... Mamãe, é você mesmo?!!" é muito emocionante, é mágico, é intenso, é .... inexplicável. Estamos todos apaixonados. Nossa casa mais bonita. Nossa vida ainda mais completa.

Fotos do nosso PRESENTE...

Encontro marcado

Após a última consulta com o obstetra, no dia 2 de abril, a notícia que eu temia.... Vamos ter que marcar a data da cesariana. João está pesado, a placenta madura e nenhum sinal de encaixe. Eu estava sozinha no consultório e o Pedro me esperava na recepção. Depois desta notícia, eu estava muito triste. Ele chamou o Pedro na recepção e juntos nos conformamos que toda a expectativa que criamos em torno do parto normal, ou pelo menos sem agendamento prévio tinha terminado. De alguma forma eu sabia que isso precisava ser feito dado o estado geral em que eu me encontrava. A barriga pesava demais, as dores crescentes me impediam de dormir.. e isso sem falar que nas últimas noites eu levantava em torno de 10 vezes para ir ao banheiro.
Chegou a hora de conhecer o João.... Pedro e Bia serão papai e mamãe. Agora seremos uma família.

domingo, 30 de março de 2008

Status Report

Situação atual: 40 semanas e 2 dias
Peso estimado na última ultra-sonografia: 3,800kg
Sensação do peso da barriga: 25 kg
Noites: muito mal dormidas
Posição ideal para dormir: nenhuma
Produção da mamãe no 9 mês: não existe produção viável já que nenhuma roupa me cabe e a esta altura não vou comprar mais nada.
Humor: variando entre o sensível e o ultra-sensível
Contrações: nada significativo nos últimos 2 dias. Maxi contração sem cólica no passeio que demos hoje na Lagoa.
Dores: Multi. Na base da barriga, no osso da virilha, na coluna.
Expectativa: variando entre alta e muito baixa. Em alguns momentos acho que cheguei ao meu limite. Em outros ganho disposição extra para aguentar mais 3 semanas se necessário.
Próximos passos: aguardar. aguardar. aguardar. VOU ENTRAR EM TRABALHO DE PARTO DE QUALQUER MANEIRA, MESMO QUE SEJA NECESSÁRIO FAZER UMA CESARIANA.

quinta-feira, 27 de março de 2008

João está com preguiça!

João não quer nascer...Tá achando a barriga da mãe o melhor dos mundos e quer ficar lá enquanto puder.

Ontem fomos no Obstetra para mais uma consulta. Nós estávamos achando que sairíamos de lá direto para a maternidade, mas o nosso médico disse que Bia e João estão super bem, e que ele pode ficar na barriga por mais tempo. Se despediu da gente com um "nos vemos na semana que vem!".

Ou seja, só nos resta aguardar ansiosamente pela chegada do João. Do jeito que essa criança tá crescendo, to achando que ele já vai nascer usando fraldas tamanho M!

terça-feira, 25 de março de 2008

João e o pé de feijão

Contra todos os prognósticos a placenta madura espantosamente cumpre seu papel mais que perfeitamente. Na ultrasonografia que fiz ontem o gigantinho já pesava 3,800 Kg. Peso acima do normal para o período de gestação. Dormir é praticamente um desafio. Sinto como se dois sacos de arroz de 5kg pousassem sobre a minha barriga. As contrações são cada vez mais frequentes e longas, ainda que as que vem acompanhadas de cólicas sejam sutis e bem espaçadas.
Pela primeira vez o médico responsável pela ultrasonografia ligou para o obstetra que me pediu para agendar uma consulta para amanhã.
Minha tranquilidade começa a dar lugar a um medo descontrolado de terminar fazendo um parto cesáreo. A idéia de estar em um centro cirúrgico, com as pernas bobas da anestesia, um barulho dos instrumentos de metal manipulados sobre uma bandeja do mesmo material, sete camadas de pele cortadas, sangue e os meus olhos abertos é muito assustadora. É possível que os médicos precisem me apagar diante do nervosismo que estará aumentado já que neste caso estarei sozinha (sem o Pedro e sem a Cláudia, que segunda-feira embarcou a trabalho para Houston). Esta possibilidade me deixa muito frustrada pois perderei o momento mais esperado dos últimos 9 meses: a chegada do João. Na consulta de amanhã, saberei mais detalhes sobre os próximos dias.

sexta-feira, 21 de março de 2008

Não está nada pronto....

Nosso "peixinho" tranquilo já não vem mais. Um ariano esfogueteado e cheio de si será recebido com a mesma alegria. Todos que me encontram fazem a mesma pergunta: "- E aí? Está tudo pronto?". Minha resposta também é sempre a mesma. "- Sim, tudo pronto!"
Esta resposta simplifica bastante as coisas e serve tanto para os íntimos quanto para os nem tanto. Internamente, no entanto, ela ecoa num labirinto cheio de outras mil respostas que levarei uma vida para compreender. Vou conhecer uma pessoa nova, que vai mostrar sua personalidade dia-a-dia, me surpreender com gracinhas na infância, me ofender na adolescência e talvez compreender um pouco melhor na velhice. Sei disso tudo e ainda assim a expectativa de vivenciar este futuro me deixa ainda mais ansiosa diante das surpresas que essa vida nos reserva. E como eu amo as surpresas!!!
Por isso a resposta é NÃO, NÃO ESTÁ TUDO PRONTO e nem nunca estará! Não estarei preparada para ser mãe nunca pois caso contrário, a expectativa diante destas novidades, se limitaria a uma porção de regras que eu talvez não imponha, conselhos que não lhe servirão e uma suposta experiência que como adulta a gente pressupõe ter e eu espero que não tenha coisa nenhuma.
Vem meu filhinho, vem que eu te dou colo, te faço carinho, te defendo do mundo enquanto EU puder, te jogo nele quando VOCÊ puder, te espero na volta com cafuné. Vem meu querido. Vem que eu quero te dizer que não sei de nada mas vou aprender rápido com você. Vem que mesmo antes de te conhecer te amo sem limites e quero te dar o melhor de mim.

quarta-feira, 12 de março de 2008

Alerta Vermelho!

Olá pessoal!

Desculpem pela falta de atualização no Blog, mas as últimas semanas tem sido super corridas tanto no trabalho, quanto em casa.

Ontem fizemos mais uma ultra-sonografia e na sequência fomos ao obstetra. João já tem mais de 3kg, e ainda dispôe de uma quantidade generosa de líquidos na placenta da Bia. Ou seja, apesar dele poder nascer a qualquer momento, ele também pode ficar no bem-bom por mais 10 ou 15 dias. Sendo assim, só nos resta esperar pacientemente.

Queria agradecer imensamente aos colegas de trabalho que organizaram um belíssimo Chá de Fraldas, regado a salgadinhos e fraldas (é claro!) aqui no trabalho. Nesse chá, conseguimos arrecadar mais 432 466 510 fraldas!! Dessa maneira, chegamos a incrível marca de 1956 1990 2034 fraldas para o João!

Abaixo, vocês podem ver o convite que fizeram para o Chá de Fraldas do João!

quinta-feira, 6 de março de 2008

Enquanto você não vem....

Acho que as pessoas que moram em cidades pacatas não envelhecem tão rapidamente porque o tempo por lá passa mais devagar. As últimas semanas em casa me fizeram apurar o olhar para os detalhes e a atmosfera da nossa casa está ficando diferente por causa disso. O ócio estimula a criatividade e eu estava precisando dele há tempos...
Tempo de arrumar as coisas do meu jeito, trocar objetos e até os móveis de lugar, já que estar em casa apenas transfere minha inquietude natural para outras atividades tão (ou mais) prazeirosas quanto o trabalho.
A sala está mais acolhedora, o ambiente perfumado por uma nova essência, a iluminação melhor distribuída. Finalmente comprei cachepôs para colocar os vasos de orquídeas que agora trazem mais vida para a sala de estar. A casa está bem bonita para a chegada do nosso convidado mais especial...

terça-feira, 4 de março de 2008

A Viagem

Do hall íntimo do nosso apartamento vejo a mala do João através da porta do quarto dele, que desde que ficou arrumado, mantenho abertas a janela e a porta. Minha mala ainda não está pronta. Penso em fazê-la todos os dias mas acabo priorizando outras coisas e a tal mala sempre fica para depois. Sintomático. Fiquei pensando no significado deste ritual e me dei conta de que esta mala será arrumada para a maior viagem de toda a minha vida. Uma viagem ao lugar mais exótico por tão desconhecido, distante porque dura uma vida inteira, maravilhoso porque muitos dos que a fizeram, acabaram voltando pelo menos mais uma vez.
Talvez seja por isso que eu, sempre de malas prontas e disposta a descobrir o desconhecido esteja apreensiva para esta que será talvez, a maior e melhor viagem de toda a minha vida...

sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Tá chegando a hora....

Estou cansada. Exausta. Sinto dores na coluna cervical, especificamente do lado direito. Deitada de barriga para cima dói ainda mais. Às vezes falta de ar. Muita dificuldade para me virar na cama. Pipi constante na quantidade equivalente a uma colher de chá. Os ossos da virilha doem como se eu tivesse feito umas 10 séries de cadeira adutora e abdutora. Jantar está mais complicado, mas de acordo com o babycentre.com semana que vem isso melhora. Com a descida do bebê sobra mais espaço para o estômago.
Ainda não fiz a minha mala da maternidade, só a do João. É preciso ter paciência para que ele não nasça antes, mas nesse finalzinho é bem complicado. Devo fazer uma outra ultra na semana que vem, depois de ligar para o obstetra. Nesta ele verificará o estado do bebê depois de uma semana com grau 3 de maturidade da placenta. Na última (que fiz na segunda deira, 25 de março), ele estava com taquicardia por conta do Dactil Ob que eu estava tomando para que ela mantivesse suas funções apesar do amadurecimento. João continuava engordando (2.705kg) e passava bem. Dr Carlos Dale suspendeu o remédio e conta com o meu repouso e tranquilidade para segurar o bebê aqui dentro. Vamos esperar até segunda-feira para mais novidades, mas acho que mais 15 dias é muito tempo.... Quem sabe semana que vem ele está por aí?

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Chá de Fraldas - mom's version


Obrigada amigas queridas! O chá foi uma engenhosa desculpa para passarmos uma tarde de sábado bem mulherzinha! Agradecimentos especialíssimos às Renatas organizadoras e a decoradora Bianca Machado. Um luxo! Participação internacional da Ju, Júlia e Liana via celular foi inesquecível! Na foto, o bolo... não estava uma gracinha???

Fraldas e Mais Fraldas

Hoje fizemos mais uma ultra-sonografia. João está super bem na barriga da Bia e vai chegar na semana 38 numa boa.

A previsão é de que o nascimento dele seja a partir do dia 14 de Março (quando ele completa as 38 semanas).

Esse final de semana, a Bia fez um chá de fraldas com as amigas dela e em paralelo fiz um chopp com os amigos mais próximos. Além de vários presentes bacanas, João conseguiu arrecadar 1524 fraldas (180 pequenas, 1008 médias e 336 grandes).

Olhando assim, até parece que tem bastante fralda. Mas se pensarmos que a criança usa umas 8 fraldas por dia, esse bando de fralda acaba num segundo.

Ainda falta fazer um Chá de Fralda aqui no trabalho. A idéia é arrecadar fraldas de tamanho Grande!

Até a próxima!

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Cabeça no trabalho... Carcaça em casa.

Foram 8 meses até agora para me adaptar a uma nova realidade. Mesmo assim, as fichas foram caindo aos poucos a algumas delas só caem agora. Primeiro foi um corpitcho mais roliço a cada dia e as piadinhas das invejosas de plantão. Depois o susto do descolamento de placenta e a minha resistência em continuar na ativa com reuniões de trabalho intermináveis na sala da minha casa.
A seguir a necessidade de segurar o ritmo na academia que acabou resultando na troca da esteira pelo transport, do transport pela natação e da natação por mais 1 hora de cama de manhã a pedido do médico. Agora o apetite desenfreado dos primeiros meses foi substituído pelo fastio após poucas garfadas e quase nada no jantar. A sede é implacável e me castiga com idas constantes ao banheiro durante todo o dia e mais ainda à noite....E a cabeça pensando que não consegui cumprir as ordens do obstetra para evitar carboidratos em geral.... será que estou com diabetes gestacional? Os movimentos são lentos. E a cabeça ansiosa, pensando em quanto tempo poderei voltar a correr, e quanto vou conseguir correr depois de tanto tempo parada e.... ai caramba correr seca o leite.... Os pés já não aguentam o sobrepeso por muito tempo. E a cabeça precisando coprar a camisola para a maternidade... E a cabeça na mala da maternidade, que eu não tenho disposição de fazer.... A coluna dói. E a cabeça no desenvolvimento dos modelos do lançamento de verão...E o quarto do João para ser arrumado. E a cabeça nos emails de trabalho que quero responder, mas vão me estressar e eu não posso me estressar... e a ultra-segunda feira? Será que a placenta ainda tá segurando a onda? E se não estiver? Será que vou ter que fazer cesariana? E a cabeça pensando no presente que preciso comprar para a filha da Kátia... Se o João nascer antes do dia 14 de março é considerado pré-maturo.... Preciso me acalmar. Vou tomar um passiflora.... Como estarão as meninas no escritório? E o lançamento? PRECISO me desligar. Ninguém é insubstituível.